Pastor usava igreja para lavar dinheiro para Eduardo Cunha e sua esposa. Amém, irmãos?




A força-tarefa da Operação Lava Jato identificou um empréstimo de R$ 250 mil da Igreja Evangélica Cristo ara a mulher do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ), preso por envolvimento no esquema de corrupção instalado na Petrobrás. No pedido de prisão do peemedebista, a Procuradoria da República, no Paraná, destaca um ‘empréstimo simulado com estratagema para lavagem de dinheiro’.

A Igreja Evangélica Cristo pertence ao radialista Francisco Oliveira da Silva, ex-deputado federal e aliado de Cunha.

“A PARTIR DA DIRF (DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA RETIDO NA FONTE) DE CLÁUDIA CRUZ, IDENTIFICOU-SE A DECLARAÇÃO DE UM EMPRÉSTIMO SUPOSTAMENTE CONTRAÍDO JUNTO A FRANCISCO OLIVEIRA DA SILVA, PRESIDENTE DA IGREJA EVANGÉLICA CRISTO DE R$ 250 MIL NO ANO DE 2008. CONTUDO, REALIZADA A QUEBRA DE SIGILO BANCÁRIO DE CLÁUDIA CRUZ E DE FRANCISCO OLIVEIRA DA SILVA, NÃO FORAM IDENTIFICADOS RELACIONAMENTOS FINANCEIROS ENTRE AS PARTES”, OBSERVAM OS PROCURADORES.

Procuradoria vê lavagem em empréstimo de R$ 250 mil da Cristo em Casa à mulher de Cunha

“AO QUE TUDO INDICA, FRANCISCO OLIVEIRA DA SILVA JAMAIS EMPRESTOU DINHEIRO A CLÁUDIA CRUZ, SENDO LÓGICO QUE A SIMULAÇÃO DO CONTRATO DE MÚTUO SERVIU APENAS COMO UMA FRAUDE PARA DAR LASTRO PARA O INGRESSO DE RECURSOS ESPÚRIOS PROVENIENTES DOS CRIMES PRATICADOS POR EDUARDO CUNHA NO PATRIMÔNIO DA INVESTIGADA”, APONTA A LAVA JATO.

Em depoimento à Lava Jato, em abril deste ano, Cláudia Cruz declarou que conhece Francisco Oliveira da Silva, presidente da Igreja Evangélica Cristo em Casa e que ‘nunca teve situação de necessidade financeira’. A mulher de Cunha foi questionada sobre o empréstimo e disse, na ocasião, nada saber ‘sobre este fato’.

Eduardo Cunha foi preso na quarta-feira, 19, por ordem do juiz federal Sérgio Moro e a pedido da força-tarefa da Lava Jato. O magistrado mandou capturar preventivamente o ex-deputado, que responde a uma ação penal na 13ª Vara Federal de Curitiba, de titularidade de Sérgio Moro, sob o argumento de ‘risco à ordem pública e à instrução penal’.

Pastor usava igreja para lavar dinheiro para Eduardo Cunha e sua esposa. Amém, irmãos? Pastor usava igreja para lavar dinheiro para Eduardo Cunha e sua esposa. Amém, irmãos? Reviewed by Politica e Democracia on 06:52:00 Rating: 5

Um comentário:

  1. Faz medo o Eduardo Cunha morrer na prisão e deixar uma viúva rica pra caralho. Quem se habilita?

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.